COVID-19 e as Empresas

25-03-2020

O Corona Virus - COVID-19, começa a manifestar-se em Portugal pela primeira vez no dia 2 de Março de 2020. No início ninguém deu importância a uma pandemia que começara na China, entre Novembro e Dezembro de 2019 e que depressa atingiu a Europa, a começar de uma forma muito agressiva pela Itália, Espanha e agora com evidências a tornarem-se dramáticas, em Portugal.

Depressa, a expansão do covid-19 pelo território e em concreto em Lousada, levaram a medidas de urgência, entre as quais numa primeira fase o encerramento das Escolas. Depois vieram de forma massiva o comércio tradicional, os Centros Comerciais e alguns serviços.

O encerramento de lojas e empresas traz consequências económicas inimagináveis. Mas a primeira delas prende-se com a dificuldade em aguentar despesas fixas sem rendimentos mensais. 

O Governo anunciou entretanto um conjunto de medidas de apoio às pessoas que ficaram retidas involuntariamente em casa, quer porque infectadas, em quarentena voluntária e posteriormente obrigatória. Mas também foi preciso encontrar apoios para as empresas, para o comércio e de uma forma geral para todos aqueles que se viram enredados nesta crise que ninguém esperava.

Muitas medidas estão ainda em implementação. Daremos aqui conta de cada uma delas e da forma mais simples de se recorrer aos apoios, quer venham do Governo Central ou das Autarquias Locais, no caso concreto da Câmara ou das Juntas de Freguesia